Estado Mal-Educado

O Estado do Rio de Janeiro tem muito do que se orgulhar. Afinal, seu P.I.B. é o segundo maior do Brasil. Somos abençoados com as mais lindas praias nacionais, além de termos em nosso espaço marítimo grandes reservas de petróleo, inclusive do Pré-Sal. Nossa capital, a Cidade Maravilhosa, será sede das Olimpíadas de 2016 e de diversos outros eventos esportivos.

Com todos esses fatores, podemos imaginar que o Estado Fluminense tem uma ótima educação. Infelizmente, a realidade é justamente o oposto. O Rio de Janeiro está em penúltimo lugar nas médias dos outros Estados brasileiros, atrás apenas do Piauí. Essa pesquisa, feita pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), aponta as escolas estaduais como as mais precárias nas notas, decorrente de baixíssimos salários aos professores (de 600 a 700 reais), além de uma tradição de políticas públicas pouco preocupadas com a educação.
Tal situação mostra uma contradição comum em nosso país. O Rio de Janeiro foi um dos Estados que mais cresceu nos últimos anos, mas, a médio prazo, pode se ver em uma situação de gargalo logístico, no qual as empresas se instalarão em nosso território, porém, não terão mão de obra qualificada para atender às suas necessidades. A solução será importar mão de obra (o que já acontece) ou procurar outro estado mais promissor.


Não é apenas econômico o problema. Com uma educação ruim, continuaremos em um ciclo de más escolhas políticas, com candidatos se elegendo por maior poder financeiro e marqueteiro, sem que realmente melhorem nossa situação. Em um país já com baixa educação, não podemos ser um dos Estados com as piores médias do Brasil.


Por isso, é necessário estar atento às promessas dos dois candidatos ao governo do Rio de Janeiro com maior intenção de votos. Devemos pensar por que a educação não melhorou no primeiro mandato do atual governador e se o candidato da oposição realmente pretende preencher essa lacuna de nosso Estado.



Precisamos também nos mobilizar, junto a todos os movimentos e organizações que lutam pela melhoria da educação pública, para exigir do próximo representante fluminense maior atenção a esse setor tão ignorado pelos políticos nos últimos anos.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Sobre a NOVE (resumidamente)

Este post foi escrito pensando em você que nos assistiu no programa MTV Debate. Nele, faremos uma breve explicação do que é o movimento e quais são nossas principais bandeiras.

A NOVE (Nova Organização Voluntária Estudantil) surgiu em 1° de Outubro de 2009, exatamente o mesmo dia em que foi noticiado para a imprensa que a prova do ENEM havia vazado e, portanto, a tão importante prova que realizaríamos dois dias depois deste estava cancelada. Porém, é importante frisar que o vazamento foi apenas o estopim de um processo de desrespeito do Ministério da Educação aos estudantes e professores (de Ensino Médio e pré-vestibulares) desde Abril do ano passado (quando o “Novo” ENEM foi anunciado).

No dia do vazamento, vários (aprox. 50) alunos de várias escolas da cidade do Rio de Janeiro se reuníram no Humaitá com o propósito de organizar uma passeata contra a série de problemas vistos no “Novo” ENEM. Os alunos perceberam, entretanto, que, no contexto de omissão das atuais representações estudantis, era necessário algo maior que uma passeata. E então foi criada a Nova Organização Voluntária Estudantil, que desde sua criação se propôs a ser a “nova cara” do movimento estudantil no Brasil, de maneira pacífica e apartidária.

Depois dos primeiros meses, muito aconteceu: Organizamos uma grande passeata contra a desorganização do “Novo” ENEM, fomos capas dos principais jornais do país, fomos matéria da Megazine (revista d’O Globo para estudantes) duas vezes, fomos indicado ao Prêmio Faz Diferença 2010 (na categoria Megazine), visitamos escolas, nos expandimos (até para outros estados), mobilizamos 2 passeatas a favor do Ficha Limpa entre muitas outras ações importantes.

Nestes 8 meses de existência, o movimento amadureceu muito e criou experiência através de erros e acertos. Recentemente, estabelecemos 3 principais bandeiras de defesa, que guiarão a maioria de nossas propostas e ações. São elas:

  • Representação Estudantil
  • Reforma do Sistema Educacional
  • Conscientização dos Direitos e Deveres dos Cidadãos

A curto prazo, queremos expandir nossa legitimidade como nova representação estudantil no país. A médio prazo, queremos conscientizar a sociedade sobre questões tão relevantes como o poder e significado do voto, a estrutura política brasileira, questões ambientais e até mesmo questões morais. A longo prazo, pretendemos mobilizar uma reforma educacionista, mudando o sistema educacional brasileiro pela BASE.

E o mais importante de tudo: queremos trabalhar na base do diálogo.

É bom deixar claro que a NOVE não é governista ou oposicionista. Não é de esquerda, nem de centro, nem de direita. A NOVE é um movimento pelo Brasil, sempre tentando se guiar pelo caminho mais benéfico para sua população (e que deve sempre ser encontrado através do diálogo e do debate saudável).

Qualquer crítica, sugestão, elogio, reclamação, ideia ou dúvida mande por email para movimentonove@gmail.com ou poste em nossa comunidade no Orkut (link ao lado).

Nossa próxima reunião será no Sábado, dia 12 de Junho (aqui no Rio de Janeiro) às 14h30. O local ainda será confirmado aqui no blog e na comunidade.

Atenciosamente,

O Comitê da NOVE.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O poder da mobilização

Quem diria que, após derrotarmos a ditadura, estaríamos aqui hoje, depois de 20 anos, descrentes na política brasileira? Nosso país, que lutou duramente pela Democracia, a vê hoje desgastada e falha. Quando antes o povo esperava ansiosamente pelas eleições, tendo consciência de que lutou pelo direito de votar, hoje foge desse período, vendo-o pessimista como apenas uma obrigação democrática.

Não é sem motivo tamanha descrença. Fomos testemunhas de diversas crises parlamentares. Presenciamos diversos escândalos e absurdos no Congresso, nas Assembléias e nas Câmaras, em todas as esferas do poder. Assistimos tristemente à decadência da Democracia.
Nem tudo, porém, está perdido. Afinal, quando nossos representantes não estão fazendo seus papeis, somos nós que devemos agir diretamente para mudar o rumo da História Nacional. Podemos tudo, se nos unirmos.

Nosso passado recente nos oferece muitos exemplos do poder da mobilização. Conseguimos, afinal, a duras penas ganhar a democracia. O movimento “Diretas Já”, apesar de não ter conseguido aprovar o fim das eleições indiretas, mostrou para os governantes que não mais queríamos a ditadura. Eles entenderam o recado.

Tivemos, logo depois, a decepção com nosso primeiro Presidente da República eleito diretamente após a ditadura, Fernando Collor de Mello. Depois de abusos de poder e escândalos de corrupção, iniciou-se o movimento “Fora Collor”, que, pressionando firmemente o Congresso, conseguiu o impeachment.

Foram-se anos e anos de eleições, novos ou velhos políticos, governantes diferentes e crises políticas diferentes. Mesmo assim, quando a população se uniu, houve vitória. Afinal, a vontade do povo sempre prevalece.
E também foi assim com o Projeto Ficha-Limpa. O Brasil, país conhecido pela impunidade, finalmente conseguiu aprovar no Senado a lei que impedirá a candidatura de políticos com problemas na Justiça. Sem grandes alterações, faltará apenas a sanção do Presidente Lula para que ela valha ainda para as eleições o ano de 2010. Poderemos, finalmente, almejar uma política com menos corrupção e menor imunidade.

Havia, no entanto, muitos descrentes em relação à aprovação no Congresso. Com razão, imaginava-se que a maioria dos parlamentarias votaria contra o projeto, sendo inclusive boa parte deles “fichas-sujas”. Contudo, a sociedade se uniu e se mobilizou. Foram cerca de dois milhões de assinaturas a favor da lei, além da pressão sobre os deputados e senadores para que aprovassem o projeto, conseguindo mostrar que não mais queremos a política brasileira corrompida.

Estudantes, aposentados, trabalhadores, intelectuais e até mesmo políticos se uniram nessa luta, e foi apenas possível que a lei “Ficha-Limpa” fosse aprovada porque batalhamos pelo nosso direito de sermos ouvidos. Batalhamos para que escutassem nossa voz. Batalhamos e vencemos pela Democracia!

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Falta pouco

Felizmente hoje o Projeto de Lei Ficha Limpa foi aprovado na Camara dos Deputados com o texto original que veio da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ)!

A batalha foi vencida, porém a guerra ainda não!

O texto agora será encaminhado para ser votado no Senado. Lá ele pode ser aprovado ou não (e nesse caso ele volta pra Camara). Portanto, precisamos mais uma vez ir à rua para pressionar nossos Senadores (que no caso do estado do RJ são: Paulo Duque [PMDB], Marcelo Crivella [PRB] e Francisco Dornelles [PP]).

A passeata pacífica e apartidária será às 11h no Posto 6 (Copacabana) no Domingo, dia 16/05!

Contamos com a presença de todos!

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Reunião Aberta, dia 08/05

A próxima reunião aberta foi confirmada! No dia 08/05, um sábado, nos encontraremos no Colégio Santo Inácio, escolhido por sua acessibilidade (perto do metrô de Botafogo) e infraestrutura. O endereço é Rua São Clemente, nº 226, Botafogo.
Nessa reunião, falaremos sobre a nova representação e mobilização estudantil, reforma do Sistema Educacional e conscientização da sociedade. Discutiremos sobre os pontos positivos e negativos da passeata “Ficha-Limpa” e sobre o projeto em si. Também haverá espaço para ouvir sugestões, críticas e opiniões sobre quaisquer outros assuntos que os presentes tiverem para debater. Traga as suas!
Além disso, estaremos recebendo doações de livros didáticos para repassarmos a escolas públicas e ONG’s que necessitem. Se você já fez vestibular e ainda tem em casa seus livros de ensino médio, traga-os para nossa reunião e estará ajudando as comunidades carentes de informação!
Pedimos desculpas, porém, pela distância da data. Devido a problemas do mês de abril, como feriados e eventos de grande porte, o dia mais próximo disponível só poderia ser o dia oito. Mesmo assim, continuaremos tentando manter um padrão de duas semanas para cada Reunião Aberta.
Por isso, fale com seus amigos, colegas ou mesmo conhecidos e venha para a Reunião Aberta da NOVE-RJ, sua colaboração é importante. Os Estudantes precisam ser ouvidos!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Quatro milhões. E agora?

Como muitos já devem saber, ontem aconteceu a, rapidamente mobilizada, “Passeata Ficha Limpa”. Artistas e importantes Políticos cariocas compareceram. Mas e os cidadãos “comuns”?

Contrariando nossas expectativas, tendo em vista os quase 4 milhões de assinaturas – físicas e virtuais – ao projeto, a presença da sociedade civil na passeata foi baixa: contamos com o “apoio presente” de no máximo 250 cidadãos. A NOVE ficou insatisfeita com este baixo contingente, e por isso se empenhará ainda mais em sua 3ª bandeira oficial (a conscientização política da população).

No entanto, seria uma injustiça não dizer que a passeata foi maravilhosa. Todos cantaram juntos, em espírito de muita alegria e união, o hino da Campanha Ficha Limpa que sintetiza a luta do cidadão contra a corrupção eleitoral.

Além disso, a aceitação e a repercussão da passeata foram boas e ela ajudou a legitimar nosso movimento frente à importantes políticos e à mídia!

E falando em Ficha Limpa, há poucas horas o abaixo assinado virtual do projeto atingiu sua meta de 2 milhões de assinaturas! Sendo assim, o apoio popular ao projeto que terá sua urgência (e talvez sua implantação) votada hoje (04/05/2010) terá maior respaldo entre os deputados, na Câmara.

Os próximos passos para aprovação são os seguintes:

Hoje (04/05) será votado o Regime de Urgência. Se este for aprovado (o que é bem provável), vota-se em seguida o Projeto de Lei em sí. Caso o Projeto seja aprovado, ele segue para o Senado (que deve votar na 4ª feira). Se lá for aprovado, segue para sanção presidencial. Se houver alteração do texto, o Projeto volta para a Câmara.

A NOVE sugere que todos mandem emails para seus deputados (através dos emails informados no site do próprio, e não do da câmara) exigindo o voto favorável. Lembrem-se que o voto é aberto, e portanto é possível saber como seu deputado votou!

Esta é a reta final do projeto: vamos torcer para que pelo menos desta vez, o povo saia vitorioso.

ps: Gostaríamos de agradecer muito a Luiza Hartt, o Marcelo Queiroz, o Deputado Indio da Costa (relator do projeto de lei) e todos que se ajudaram para a mobilização de ontem.

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Ficha-Limpa: Nós apoiamos

Há muito se tenta proibir políticos com problemas na justiça de se candidatarem, mas só a partir de 2008 que uma campanha tem se mostrado capaz de conseguir tal revolução no nosso sistema político.

A Campanha Ficha-Limpa já conseguiu acumular cerca de 2 milhões de assinaturas e será votada na Câmara Legislativa dia 5 de maio.

É agora que nós temos que agir! A NOVE está organizando uma passeata a favor da aprovação do projeto nesse domingo, dia 02/05, as 9 da manhã, no Posto 9, na praia de Ipanema.

Muitos já confirmaram suas presenças. Vão estar lá políticos e famosos. A mobilização já está acontecendo. É a nossa chance de mudar esse país!

E você, vai ficar aí parado?

http://passeatafichalimpa.wordpress.com/

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized