Estado Mal-Educado

O Estado do Rio de Janeiro tem muito do que se orgulhar. Afinal, seu P.I.B. é o segundo maior do Brasil. Somos abençoados com as mais lindas praias nacionais, além de termos em nosso espaço marítimo grandes reservas de petróleo, inclusive do Pré-Sal. Nossa capital, a Cidade Maravilhosa, será sede das Olimpíadas de 2016 e de diversos outros eventos esportivos.

Com todos esses fatores, podemos imaginar que o Estado Fluminense tem uma ótima educação. Infelizmente, a realidade é justamente o oposto. O Rio de Janeiro está em penúltimo lugar nas médias dos outros Estados brasileiros, atrás apenas do Piauí. Essa pesquisa, feita pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), aponta as escolas estaduais como as mais precárias nas notas, decorrente de baixíssimos salários aos professores (de 600 a 700 reais), além de uma tradição de políticas públicas pouco preocupadas com a educação.
Tal situação mostra uma contradição comum em nosso país. O Rio de Janeiro foi um dos Estados que mais cresceu nos últimos anos, mas, a médio prazo, pode se ver em uma situação de gargalo logístico, no qual as empresas se instalarão em nosso território, porém, não terão mão de obra qualificada para atender às suas necessidades. A solução será importar mão de obra (o que já acontece) ou procurar outro estado mais promissor.


Não é apenas econômico o problema. Com uma educação ruim, continuaremos em um ciclo de más escolhas políticas, com candidatos se elegendo por maior poder financeiro e marqueteiro, sem que realmente melhorem nossa situação. Em um país já com baixa educação, não podemos ser um dos Estados com as piores médias do Brasil.


Por isso, é necessário estar atento às promessas dos dois candidatos ao governo do Rio de Janeiro com maior intenção de votos. Devemos pensar por que a educação não melhorou no primeiro mandato do atual governador e se o candidato da oposição realmente pretende preencher essa lacuna de nosso Estado.



Precisamos também nos mobilizar, junto a todos os movimentos e organizações que lutam pela melhoria da educação pública, para exigir do próximo representante fluminense maior atenção a esse setor tão ignorado pelos políticos nos últimos anos.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “Estado Mal-Educado

  1. angelo

    Como ele não fez nada? E o incentivo que ele deu distribuindo notebooks pras crianças com melhores notas? No meu tempo não tinha nada disso, pelo contrário, era greve de professores, quase não tínhamos aulas e de consolo, mandavam distribuir lanchinhos pras crianças não voltarem pra casa de barriga vazia!

  2. sants

    O Gabeira disse querer municipalizar as escolas estaduais, não entendo! Ele está fugindo do dever delegando responsabilidade para os municípios? É isso?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s